BUSCA
    
MÍDIA SOCIAL
NEWSLETTER

18 de Dezembro de 2018. Bem-vindo!
Você está em: Home » Catálogo » O que no existe mais
O que no existe mais
978-85-8419-027-0
14 x 19 cm
112
(15 votos)

R$ 27,00

ALADE
ebook - Livraria Cultura
Livraria Cultura
Krishna Monteiro
Contos e crnicas
02/2015

O que no existe mais um relato sobre memria e desajuste, solido e renascimento. Neste livro de contos, Krishna Monteiro explora esses temas sob vrios ngulos. O de um filho perseguido nos corredores de sua casa pela lembrana viva o pai; o de um pacto celebrado pelo escritor Joo Guimares Rosa numa encruzilhada; o de um galo de briga que, ao combater na arena, recorda toda a sua existncia; o de um gato, narrando os ltimos momentos de sua dona, sem compreend-los; o de um velho soldado que tenta sem sucesso exorcizar a guerra; o de uma mulher que diante da degradao e do envelhecimento v no ato de contar histrias a fonte mesma de criao e manuteno da vida.

Krishna Monteiro um escritor excepcional no modo como maneja as palavras e trata seus temas: memria e desajuste, solido e renascimento. O tema da memria adiantado no ttulo e se desenrola ao longo dos sete contos do livro. Em “O que no existe mais”, um filho perseguido pela imagem viva do pai: “Na primeira vez que te vi depois de tua morte, tu estavas na sala, de p em frente minha estante e aos meus livros”. Usando artifcios narrativos como o sonho dentro do sonho, Krishna enreda leitor e personagem numa miragem, como aquelas com as quais nos deparamos quando achamos ter visto algum j falecido no rosto do familiar dele.

Em “Quando dormires, cantarei”, o embate entre passado e presente acontece mesmo numa arena. A densidade espetacular do conto construda pelo ponto de vista inusitado do narrador – um galo de briga – e pelas descries primorosas esculpidas atravs dele. No tormento da batalha, em meio ao sangue derramado, o narrador-protagonista pe-se a rememorar a prpria histria – e cada passagem dela pode ser interpretada como uma releitura da jornada do heri dramtico, que encontra no passado a explicao e a motivao para sua vida atual.

“Monte Castelo” retoma a questo familiar, mostrando av e neto s voltas com as brigas em famlia. O neto, que no incio do conto ainda um menino, o narrador. A desarmonia entre a me e a av do garoto provavelmente o combustvel inicial da afinidade entre av e neto. O av leva a criana em passeios pelo bairro da pequena cidade onde mora com a esposa, a fim de deixar mulher e filha a ss para discutirem a conturbada relao. No entanto, a dissonncia entre as duas invade cada vez mais o espao do menino, e suas visitas cidade dos avs interrompida pela me. Quando volta, j mais crescido, ele v o lugar com outros olhos. O momento de uma expressiva familiaridade para o leitor: a maioria de ns j revisitou um lugar da infncia apenas para se dar conta de como ele era diferente daquilo que imaginvamos. Seria essa diferena causada pelo tempo ou pela inevitvel distoro de nossa memria, que seleciona, combina e recombina elementos, criando uma noo particular de realidade?

por meio da memria que se reproduzem histrias, como bem sabe o autor, que explora o universo de sua transmisso oral em “Alma em corpo atravessada”. No conto de encerramento do livro, o narrador, junto a outras crianas, ouve noitinha e ao p do fogo casos narrados por uma mulher sem nome que, como acompanhamento, mexe as mos sobre as chamas, produzindo sombras ilustrativas. A doena dela, entretanto, interrompe a diverso, e com o tempo as crianas vo deixando a casa. Anos mais tarde, o narrador revisita o lugar, que abriga as lembranas afetivas de outrora; os elementos do espao so “cntaros para o interior dos quais fluiu, durante anos, sem que percebssemos, a memria do que se disse e encenou entre as paredes”. Embora a solidez da estrutura de uma casa remeta a algo acabado, fechado, a memria se caracteriza exatamente pelo contrrio: est eternamente recontando a si mesma, dando novo significado a momentos, lugares e pessoas que j no existem mais – mas que, num inerente paradoxo, esto a renovar sua existncia a cada lembrana.




código captcha

ATENDIMENTO
Avenida Paulista, 1337, Conjunto 11
Bela Vista - So Paulo
CEP: 01311-200, Telefone (11) 5572-9474.
DISTRIBUIDORES
Clique aqui e confira a lista de
distribuidores do selo Tordesilhas
no Brasil e no exterior.
CONTATO
Clique aqui para acessar a área de contato e saiba como se comunicar com os departamentos do selo Tordesilhas.
webzero | laboratório de idéias